29 de março de 2012 | Lazer & Bem-Estar

4 cuidados com o Nervo Ciático

Como lidar com este velho vilão da história da humanidade

dor na perna

Foto: Corbis

Muita gente se queixa de dor no nervo ciático, principalmente no frio. No entanto, poucas pessoas sabem que este nervo dá “dor de cabeça” (quer dizer, dor na perna e nas costas) há milênios.

O livro Conceitos Avançados em Doença Degenerativa Discal Lombar, do neurocirurgião brasileiro João Luiz Pinheiro Franco mostra a visão do conceito de lombociática como doença degenerativa decorrente de evolução histórica da espécie humana. De acordo com o livro, a antiga medicina dos hebreus já mostrava familiaridade com a ciática. Em Gênesis 32:24-32, Jacó perdeu a luta com um anjo em conseqüência de uma lesão no nervo ciático: “…vendo que não podia vencê-lo, tocou-lhe o nervo da coxa e ele coxeava de uma perna”.

Na medicina greco-romana, há diversos relatos sobre as dores do ciático, geralmente atribuídas às doenças da articulação do quadril. O grego Hipócrates foi o primeiro a usar o termo ciática, derivado da palavra grega ischios, que significa coxa. Outro médico famoso, Galeno, nascido em Pérgamo, relatou vários casos de ciática e posturas anormais. Até William Shakespeare mencionou o ciático em um dos seus livros, na boca de Timon de Atenas: “”Tu, fria ciática!”

Histórias à parte, o nervo ciático é o responsável por grande parte das dores na região lombar. Por essa razão, o médico João Luiz Pinheiro Franco, sugere uma série de cuidados para evitar problemas no nervo ciático:

Postura – Devemos cuidar de nossa postura. Procurar manter uma posição correta ao sentarmos, ao levantarmos (da cama, do carro, de uma cadeira, usando as mãos), ao carregar um peso, ao abaixar para pegar um objeto, ao inclinar para pegar um bebê no berço, ao receber um objeto pesado das mãos de outra pessoa. Prestando atenção nesses aspectos, teremos menos chance de ter um quadro de lombalgia, ciática ou lumbago agudo. É muito importante consultar um fisioterapeuta, um professor de educação física ou um personal para aprender diversos exercícios e para conhecermos melhor o nosso corpo;

Dieta – Devemos procurar manter um peso adequado. Mais peso no corpo significa mais peso para a nossa coluna sustentar, maior probabilidade de dores na região;

Frio – Cuidado com o frio. Procure se agasalhar bem, não deixe de praticar seu esporte no frio, porém procure realizar os alongamentos com cuidado nesta estação;

Atividade Física – Pratique esportes de forma regular. Se estiver enferrujado comece devagar, aumentando a intensidade progressivamente. Se tiver dores nas coxas e pernas, principalmente as que descem abaixo do joelho, procure a orientação do médico especialista antes de dar prosseguimento ao seu esporte.

Leia mais em: , , , ,
Comente!

  •  

Confira
Newsletter

Cadastre-se abaixo e receba os artigos do site em seu e-mail!

Últimas atualizações
Quem Somos | Fale Conosco | Política de Privacidade | Criação de sites
Vida e Equilíbrio | (11) 5539-7227 | Av. Gen. Ataliba Leonel, 93 - Conjunto 94 - 02033-000 - São Paulo (SP) 2nd