14 de junho de 2012 | Saúde

Médico da Fórmula 1 explica como é feita a transferência de pacientes graves por transporte aéreo

Geralmente, acidentes automobilísticos resultam em traumas de grande magnitude

Foto: Corbis

Pacientes em estado grave requerem aparato médico de tecnologia e equipe multidisciplinar apta a reverter qualquer quadro adverso. Contudo, em determinadas ocasiões, é necessária a transferência de um hospital a outro. “O transporte de alguém em estado grave só deve ser realizado quando a outra instituição oferecer melhores recursos humanos e tecnológicos para o tratamento ou favorecer a proximidade geográfica da família”, afirma Dr. Dino Altmann, cirurgião responsável pelo atendimento Rede D’Or São Luiz no GP Brasil de Fórmula 1.

Geralmente, acidentes automobilísticos resultam em traumas de grande magnitude, sejam nas ruas, rodovias ou nas pistas de corrida. Para se ter ideia, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em 2011, ocorreram 188.925 acidentes graves nas estradas do Brasil, sendo 63.980 deles com feridos. Nesta situação, de acordo com Dr. Altmann, todas as funções vitais da vítima devem ser checadas e estabilizadas no local do acidente e durante o transporte para o hospital de trauma de referência. “Estabilizar um paciente significa corrigir as alterações clínicas que colocam sua vida em risco”, informa o médico. “Caso haja uma parada cardiorrespiratória em vítimas de trauma fechado, ou seja, aqueles que não levaram tiro, facada ou que não tiveram algum ferimento penetrante, a situação é de extrema emergência. A menos que se chegue a um hospital de trauma em 20 minutos, ele não sobreviverá”, complementa.

Num primeiro momento, entretanto, nem sempre a vítima de uma colisão é encaminhada a uma unidade de saúde próxima da família ou com infraestrutura adequada àquele caso, exigindo o transporte para outro local. Para tanto, algumas recomendações devem ser seguidas com rigor. Dr. Dino Altmann enumerou as medidas imprescindíveis:

Leia mais em:
Comente!

  •  
Confira
Newsletter

Cadastre-se abaixo e receba os artigos do site em seu e-mail!

Quem Somos | Fale Conosco | Política de Privacidade | Criação de sites
Copyright © 2010 Vida e Equilíbrio. Todos os direitos reservados. 2nd