24 de julho de 2012 | Lazer & Bem-Estar

Inverno exige atenção na escolha dos sapatos

Problemas ortopédicos podem estar relacionados com o tipo de calçado utilizado para enfrentar o frio

calçados - tênis - pés

Foto: Corbis

Calos, joanetes e tensões musculares nos pés não podem ser ignorados no inverno, quando elas se escondem do frio nos calçados fechados. Apesar de oferecerem proteção contra as temperaturas baixas e ditarem estilos de moda, botas, coturnos e outros sapatos propícios para a época podem estar associados a problemas ortopédicos, de níveis leves e graves.

De acordo com fabricantes e especialistas da área, o conforto deve vir em primeiro lugar na hora de escolher um sapato para o inverno. O médico ortopedista Renato Brufatto Machado ressalta que cada pessoa tem um pé diferente e um estilo de pisada. Por isso, atenção na hora da escolha. “A máxima do vendedor ‘o sapato vai se acomodar aos pés’ pode, muitas vezes, acarretar problemas difíceis de solucionar no futuro. Não é normal que os pés estejam cansados no final do dia pelo uso do calçado por tempo prolongado”, comenta. “Quando se tem urgência em tirar os sapatos ao chegar em casa é sinal que o tamanho e o formato não estão devidamente adequados. Por isso, não se recomenda comprar sapatos no final do dia, pois o uso do calçado após uma jornada de trabalho causa inchaço dos pés e dificulta no momento da escolha”, sugere.

Os pés divergem em vários formatos: planos, cavos e normais. Dependendo da pisada, o sapato pode causar ferimentos nos dedos, no peito, no calcanhar ou na sola (região plantar), ocasionando fissuras, unhas encravadas e calos. “O calo nada mais é do que uma reação do organismo para proteger a região que está em atrito com alguma coisa. Em casos mais graves, pode até infeccionar”, detalha Brufatto. O especialista observa ainda os problemas de uma das maiores paixões femininas: a bota de salto alto. “Esses sapatos podem ser os principais estimuladores para o surgimento de joanetes, que são deformidades na lateral do pé, ocasionadas pela pressão dos calçados em lugares inadequados. O salto passa o peso para frente, enquanto o bico fino aperta os dedos. Isso também acontece em calçados de salto alto abertos”, explica.

Ainda conforme o ortopedista, outro problema fica por conta de calçados fechados maiores do que o tamanho do pé. Durante uma atividade diária, como trabalhar, por exemplo, os sapatos soltos exigem uma força de concentração maior para mantê-lo fixo durante o caminhar. “Os músculos permanecem em tensão e os leva à fadiga, acelerando os problemas ortopédicos”, salienta Brufatto.

Soluções para o conforto

O ideal para que os pés estejam sempre saudáveis é que os calçados se adequem à pisada e ao seu formato. Nessa hora, é importante a avaliação de um especialista para identificar qual é o estilo de cada pé e qual o melhor sapato para oferecer conforto, segurança e beleza. “Uma orientação médica pode precisar o que deve ser feito. Uma alternativa, por exemplo, é adotar a utilização de palmilhas ortopédicas sob medida, para trazer um pouco de personalização e oferecer mais conforto. O importante é a saúde dos pés, que vai refletir em todo corpo”, conclui Brufatto.

Leia mais em: ,
Comente!

  •  

Confira
Newsletter

Cadastre-se abaixo e receba os artigos do site em seu e-mail!

Quem Somos | Fale Conosco | Política de Privacidade | Criação de sites
Vida e Equilíbrio | (11) 5539-7227 | Av. Gen. Ataliba Leonel, 93 - Conjunto 94 - 02033-000 - São Paulo (SP) 2nd